quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Mercado Imobiliário segue atrativo

Três ex-executivos da Ambev compram 10% da construtora Tenda.

Três executivos com longas passagens pela fabricante de bebidas Ambev adquiriram juntos, como pessoas físicas, 10% do capital social da Construtora Tenda, especializada no segmento de baixa renda e com forte presença no mercado paulista. Luiz Claudio Nascimento, ex-diretor de suprimentos da Ambev e ex-presidente da Gafisa, Maurício Luchetti, ex-diretor de gente da Ambev e ex-diretor executivo de Cimentos Brasil, da Votorantim, e Thomaz Srougi, que atuou na área de planejamentos estratégicos da Ambev e na área financeira da Gafisa, não revelaram o valor pago para se tornarem sócios da Tenda. Pela estimativa do presidente da construtora, Henrique Alves Pinto, a empresa vale hoje R$ 1 bilhão.

Nascimento, Luchetti e Srougi querem implantar um estilo de gestão muito semelhante àquele adotado na Ambev. A idéia tornar a empresa mais ágil, concentradora de talentos e, claro, bastante agressiva. Com o capital injetado pelo trio, a Tenda espera quase triplicar suas vendas contratadas em 2007. As estimativas dão conta de um volume de comercialização da ordem de 15 mil unidades esse ano, a um preço médio de R$ 60 mil, o que garantiria à empresa cerca de R$ 900 milhões em vendas contratadas em 2007.

Apesar da grande expectativa de crescimento, a companhia colocou na geladeira o plano de ir ao mercado de capitais no primeiro semestre desse ano, com oferta pública de ações (OPA). Ao contrário do que havia previsto Henrique Alvez Pinto em entrevista ao Valor em outubro de 2006, a companhia, agora, não tem um plano definido para abrir seu capital.

Será verdade????

Um comentário:

marcelo.colombo disse...

Você questionou se era verdade a suspensão por tempo indeterminado da oferta pública e ela vai ocorrer nesse momento.

Houve alguma razão para isso? Foi só para a volatilidade baixar um pouco?

Você poderia dar a sua opinião a respeito desta oportunidade?