domingo, 6 de abril de 2008

O ANO PARA A BOLSA COMEÇOU EM ABRIL!!!

Prezados,

Passado o 1o. trimestre bem tumultuado de 2008, os investidores parecem ter iniciado a digestão dos maus resultados da economia norte-americana e, gradativamente, perceberam que os ativos de países emergentes se depreciaram demais e recomeçaram a comprar, o que estimulou em muito os resultados da 1a semana de abril.

BALANÇO DA 1A. SEMANA DE ABRIL
A Bovespa fechou mais uma vez em alta, pelo quinto pregão consecutivo, com os investidores ainda na ponta compradora. As ações da Vale e Petrobras sustentaram o índice em elevação durante todo o dia, embora tenham devolvido grande parte dos ganhos no finalzinho da sessão. Na ultima sexta, dia 04/04/08, nem mesmo o relatório ruim do mercado de trabalho americano atrapalhou.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa paulista, encerrou a sexta passada em alta de 0,42% aos 64.446 pontos, depois de oscilar entre a mínima de 63.906 pontos (-0,42%) e a máxima de 64.630 pontos (+0,71%).

No mês, a Bolsa sobe 5,70%, na semana, 6,60%, e, no ano, 0,88%. O volume financeiro totalizou R$ 7,547 bilhões, dos quais R$ 2,837 bilhões referem-se à Oferta Pública de Aquisição (OPA) de ações ordinárias e preferenciais da ArcelorMittal Inox Brasil S.A. Segundo a Bovespa, a OPA contou com adesão de mais de dois terços dos acionistas minoritários, o suficiente para o cancelamento do registro da empresa em bolsa.

No final da sexta, a Bolsa doméstica chegou a perder o fôlego exibido mais cedo, em reação às perdas no índice nova-iorquino Dow Jones, de 0,13% hoje. Nasdaq e S&P, no entanto, subiram, respectivamente 0,32% e 0,08%.

IMPACTOS DO PAY-ROLL (Relatório de Emprego)
Nos Estados Unidos, os índices sofreram mais com os dados do relatório de emprego, já que passaram a maior parte do dia em baixa. O relatório mostrou queda de 80 mil no número de vagas de trabalho em março nos Estados Unidos, além de rever para baixo os desempenhos de janeiro e fevereiro - que já eram ruins. Os especialistas vinham calculando um número negativo de 50 mil vagas em março. Até nos Estados Unidos, porém, os investidores procuraram razão para não entrar em pânico, já que a interpretação recorrente nos últimos dias é a de que o pior da crise já pode ter passado.

E NOSSAS BLUE CHIPS.....
Aqui, as ações PN da Petrobras subiram 0,38% (alta de 8,8% na semana), com o maior giro do dia na Bolsa, de R$ 874,452 milhões. A subsidiária da estatal na Argentina anunciou US$ 2,4 bilhões em investimentos entre 2008 e 2012. Do total investido, US$ 1,5 bilhão será aplicado em exploração e produção e o restante em suas atividades de petroquímica, fertilizantes, refinaria, gasoduto e postos de gasolina. A disparada do petróleo no exterior também influenciou as ações da petrolífera. Em Nova York, o produto avançou 2,31%, para US$ 106,23 por barril.

No caso da Vale, além da alta dos metais no exterior, o desempenho das ações hoje teve como pano de fundo a decisão da agência de classificação de risco Moody's Investors Service de colocar a nota (rating) global em moeda estrangeira "Baa3" das notes financeiras da mineradora em revisão para possível elevação. A medida segue a colocação, anteontem, do rating "Baa3" em moeda local e do rating "Baa3" em moeda estrangeira da Vale sob revisão para possível elevação. Vale ON subiu hoje 1,03% e Vale PNA, 0,10%. Na semana, os ganhos foram de 4,53% e 3,08%, respectivamente.

3 comentários:

Erika disse...

Há tempos tento adicionar o rss do Bussola em meu reader sem sucesso. É solicitado um usuário e senha que desconheço. Poderia me orientar? Grata, Erika

BUSSOLA DE FINANCAS disse...

Erika,
Não sei o que se passa.
Qual a mensagem exatamente?

RodriFernandes disse...

Bussola,

Parabéns pelo site blog! Está muito bem escrito!

Peço para alterar o link do meu site de rodrifernandes.com para www.todasopcoes.com/money

obrigado.

Rodrigo Fernandes
www.todasopcoes.com/money