terça-feira, 24 de abril de 2007

Violência dá lucro!

Caríssimos,

É com pesar que devo reconhecer que violência dá LUCRO! E não só para traficantes! Para investidores também!

Não que a TAURUS fomente a violência, mas a marca está associada a quê? Ninguém pensa em uma missa ao pensar no nome desta empresa, ou pensa? OU ainda em uma cachoeira?

Pois bem, juízo de valor para lá o que desejo demonstrar é a IMPRESSIONANTE evolução [clique no código da ação a seguir] da FJTA4, a qual INFELIZMENTE parece-me seguirá avançando. Porquê? Razões óbvias: Você acha que a violência irá diminuir no curto prazo? Se respondeu sim, você não vive no RJ, SP ou PE, por exemplo, ou se vive é um sortudo ou um alienado!

Enfim, também vale dizer que a TAURUS hoje diversifica. Porém, o que têm 4 patas, balança o rabo e late, é cachorro, certo?

Matéria abaixo hoje no VALOR:

Exportações garantem vendas da Taurus

O salto nas exportações de armas no primeiro trimestre puxou para cima o desempenho da Forjas Taurus no período. A empresa instalada no Rio Grande do Sul apurou receita líquida consolidada de R$ 103,31 milhões, com um crescimento de 12,6% sobre o mesmo intervalo do ano passado, enquanto o lucro mais que dobrou, passando de R$ 3,98 milhões para R$ 9,17 milhões. O lucro da controladora, que fabrica e exporta pistolas, subiu de R$ 3,92 milhões para R$ 10,45 milhões.

Conforme o relatório trimestral encaminhado pela companhia à Bovespa, as vendas externas da controladora aumentaram quase 128% em reais, para R$ 38,43 milhões, e 134,5% em dólares, para US$ 18,54 milhões. Com isso, a participação das exportações sobre a receita líquida não consolidada (que subiu 81,8%, para R$ 56,62 milhões) evoluiu de 54,2% para 67,9%.

O crescimento na venda de armas no primeiro trimestre era esperado porque a empresa concluiu, no fim de 2006, a ampliação da capacidade de produção no segmento em 30%. O investimento de todo o grupo, que fabrica ainda produtos como capacetes para motociclistas e máquinas industriais, foi de R$ 35,2 milhões no ano passado e deve chegar a R$ 23,2 milhões em 2007. Só de janeiro a março foram quase R$ 7,4 milhões.

Com a capacidade de produção ampliada, a Forjas Taurus também diluiu os custos fixos e viu a margem bruta pular de 21,3% para 32,3% na controladora. No consolidado, o índice passou de 31,3% para 43,5%. Cerca de 70% das exportações de armas da empresa são para os Estados Unidos. O diretor presidente da companhia, Luiz Fernando Costa Estima, não estava disponível ontem para comentar o resultado.

2 comentários:

Flavio disse...

Professor,
você devia dar dicas do que deve ser comprado ou vendido no mercado! Aqueles que acompanham diariamente seu "blog" ficariam eternamente agradecidos.

BUSSOLA DE FINANCAS disse...

Prezado Flavio,
Agradeço sua postagem.
Quanto ao que sugere, preciso ponderar a respeito, pois é muita resopnsabilidade sugerir algo desta natureza, pois envolve o dinheiro de outras pessoas. Caso dê certo a dica, ótimo e se der errado?